08/03/2021

“Por que meu imóvel não aluga?”

“Quanto tempo meu imóvel vai demorar para ser alugado?” Essa é uma das dúvidas que Salvador Lopes, que trabalha com o mercado imobiliário desde 1995, mais responde. “O tempo para alugar varia, tem imóvel que em menos de uma semana tem uma fila de interessados, outros que podem levar meses”. 

Assim como tudo que envolve os imóveis, o tempo para alugar depende da localização do imóvel, do estado de conservação e principalmente da famosa lei da oferta e demanda. “Se o imóvel está em uma localização valorizada, está no valor adequado de mercado, em boas condições e está tendo procura, pode não estar sendo alugado por falta de divulgação”, relata Salvador. 

Gabrieli Chanthe, gestora de marketing e comunicação, explica a importância da divulgação, “Principalmente com a propaganda online, pelas informações fornecidas pelas plataformas consigo anunciar o imóvel de um quarto para uma pessoa solteira, que tem mais chances de se interessar, e um imóvel de três quartos, para uma pessoa que tem filhos, entre outras personalizações”. 

Para se certificar que a imobiliária que você está deixando o seu imóvel faz uma boa divulgação e esse não é seu o problema, investigue se ela anuncia nos maiores portais de imóveis, como: Imóvel web, Zap imóveis, OLX e se investe financeiramente no Google e nas principais redes sociais, como Facebook e Instagram. “Além disso, é importante que a imobiliária tenha um bom site. O site da Imobiliária Atual recebe em média 12 mil visitas por mês. Alguns imóveis chegam a receber mais de 200 visitas online por dia”, explica Chanthe.

Relatório do dia 01/01/2021 até 20/02/2021 do site da Imobiliária Atual

Mas Salvador alerta: “O marketing não consegue CRIAR uma demanda na sociedade, é preciso analisar. Neste momento de pandemia, tem muitos apartamentos disponíveis, porque muita gente quer ir para casas maiores, sendo assim o valor de aluguel dos apartamentos desvaloriza um pouco e o das casas aumentam, então por mais que haja divulgação, a demanda está mais baixa para esse tipo de imóvel”.

“Meu imóvel desvalorizou, mas preciso muito alugar, o que posso fazer?”

“O maior medo do proprietário de imóveis é alugar seu imóvel por um valor que ele considera injusto, então, nessas situações recomendo que faça um ajuste no aluguel pelo menos para os seis primeiros meses de contrato, dessa forma agrada o interessado em alugar, para ele alugar mais rápido e em pouco tempo o proprietário voltará a receber o valor mais próximo do que almejava”, orienta Salvador. 

“Salvador, posso alugar nos seis primeiros meses por um valor bem baixo e depois do primeiro ano de contrato dobrar?”

“Não, por isso tem que ser bem calculado o valor do desconto, porque os reajustes são de acordo com o IGPM”. Em fevereiro de 2021, por exemplo, o reajuste foi de 25,71%, então se o proprietário alugou por R$1.500,00 o máximo que ele poderia conseguir (sem precisar de um acordo extrajudicial) seria o valor de R$1.885,65.

Sobre conceder descontos para o inquilino, durante o contrato, o proprietário de imóveis Shigueo Shimizu comenta: “Depende da situação, algumas vezes concedo e outras vezes não. Tem época que a procura é tanta que se aquele inquilino desistir, vai ter outro querendo alugar. Mas se for para deixar de dar o desconto e ficar com o imóvel parado, não compensa”. 

Confira outras dicas para facilitar a negociação do seu imóvel para locação

  1. Quando seu imóvel for ser fotografado, arrume-o o máximo possível, dessa forma as imagens ficarão atraentes;
  2. Escolha uma imobiliária que oferece diversos tipos de fiança, como CredPago, Seguro fiança, fiador e Título de capitalização;
  3. Faça as manutenções necessárias no imóvel;
  4. Invista em benfeitorias, como colocar um armário e coisas assim, principalmente se os interessados que estão indo visitar, estão deixando de alugar por conta disso;

Categorias:

Imobiliária Atual

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe seu comentário: